O lado oculto do cérebro

domingo, janeiro 22, 2012


As pessoas geralmente costumam crer que usamos no cotidiano apenas parte da capacidade cerebral e que se usassem mais e melhor poderiam adquirir poderes jamais vistos. Mas até que ponto isso pode ser verdadeiro? Será que ter um maior poder de concentração, maior memorização, agilidade, entre outras habilidades, seria essa melhor utilização do cérebro?

Ações como atravessar paredes, se tele-transportar ou poder se comunicar através do pensamento são idéias surreais que despertam a atenção de todos, e  faz muita gente acreditar que isso seria possível se utilizássemos 100% da capacidade do cérebro. 

Áreas de armazenagem de dados do cérebro


Durante anos a cinematografia produziu grandes sucessos de bilheterias, que despertou e tem despertado idéias, de como seria se existissem “mutantes”. Pessoas com poderes sobrenaturais controlados com a mente.

A neurologista especializada em neuropsicologia (que estuda a interface entre as estruturas anátomo-fisiológicas e o psiquismo humano), Dra. Elisabete Gomes diz que tudo isso é apenas um mito, que permaneceu durantes anos.

O cérebro está sempre ativo, mesmo em situações ociosas como quando estamos dormindo ou lendo um livro, a utilização da capacidade cerebral acontece da forma natural entre uma conversa com amigos, ou realizando uma atividade física.

Durante esse processo todas as áreas do cérebro são acionadas, mas não em todo o potencial, se esse fenômeno ocorresse, não seriamos super heróis e heroínas, mas conseguiríamos uma bela dor de cabeça.

“A capacidade mental estimulada em nosso cérebro possuem cerca de 1% gasto a mais que as outras que se encontra em repouso, com todas as áreas trabalhando isso ocasionariam um cansaço mental digno de inúmeros brancos na memória, conclui a médica”.

Não podemos esquecer que existem exceções, pois há pessoas que não tem todas as atividades cerebrais agindo na sua normalidade e essa falta de conexão entre determinados pontos desse órgão e do nosso corpo pode acabar apresentando dificuldades motoras, quando isso atinge o sistema nervoso, de memorização, entre outros.

Gomes esclarece que uma pessoa com funções cerebrais normais utilizam 100% do cérebro, ao longo de toda a vida. Porem o que muda de pessoa para outra não é a atividade geral nas regiões cerebrais, mas a maneira como as conexões entre determinados conjuntos de neurônios (células nervosas) vão sendo ativadas e fortalecidas. Essa estrutura dinâmica de conexões influi em processos como a memória e o aprendizado.

Há remédios que podem fazer o cérebro aumentar a capacidade de processamento e memorização, porém, já utilizamos as funções cerebrais de forma integral, pois esse órgão está sempre em atividade.

Estudos feitos com a ajuda de aparelhos de ressonância magnética ou de tomógrafos comprovam que não existe uma grande área de potencial oculto no cérebro humano, esses equipamentos conseguem medir o fluxo de sangue e nutrientes que passa pela massa de neurônios num ritmo que se aproxima do tempo real.

O resultado é que a circulação dessas substâncias, acompanhada pelos cientistas em monitores digitais, revela em detalhes quais pedaços do cérebro estão ativos. 

Abaixo você poderá visualizar e entender um pouco mais quais são, como são divididas e de que forma funcionam as partes do nosso cérebro:




LOBO FRONTAL: Habilidades motoras e voluntárias (incluindo a fala); funções cognitivas como percepção e juízo.

CÓRTEX MOTOR: Coordena a motricidade voluntária (movimentos de face, boca, braços, mãos, tronco, pernas e pés).

CÓRTEX SENSITIVO: Interpreta dados sensoriais; controla sensações de toque, pressão, dor, temperatura, vibração.

LOBO PARIETAL: Responsável pela sensibilidade somática (dor, temperatura, tato), orientação espacial e noção de profundidade.

LOBO OCCIPITAL: Recebe e processa informações visuais enviadas diretamente dos olhos.

ÁREA DE BROCA: Processa a linguagem por meio do controle dos músculos que criam os sons (boca, lábios e laringe).

LOBO TEMPORAL: Audição, compreensão da linguagem falada, olfato, memória, comportamento emotivo.

MEDULA OBLONGA: Respiração, batimento cardíaco e quase todas as demais funções involuntárias do corpo humano.

CEREBELO: Manutenção do equilíbrio e da postura corporal; controle de movimentos voluntários; aprendizagem motora (andar, correr, pular).

ÁREA DE WERNICKE: Compreensão de informações sensoriais - visuais e auditivas - associadas à linguagem.

A partir disso, podemos notar que o cérebro é um órgão que funciona de forma integrada, conectada e que cada parte dele tem funções diferentes que utilizamos na sua totalidade no nosso cotidiano.

A cada ação do ser humano, das mais simples até as mais complexas, esse órgão estabelece ações e reações, fazendo cada ser humano ser diferente e fantástico, conseguindo manter esse tipo de duvida nas nossas mentes e fazendo com que os cientistas estejam sempre buscando novas descobertas.

Comentários
13 Comentários

13 comentários:

Lucas Skinny disse...

Seguindo..

Rafael Filho disse...

Interessante demais isso, o cérebro é muito complexo e acredito que o ser humano ainda vai demorar muito pra descobrir a fundo a capacidade do cérebro humano.

Gohan disse...

Muita complexibilidade para o ser humano entender.

Keles e Marcos disse...

Interessante. Já tinha lido algo a respeito disso em outro lugar, só não lembro onde, mas era uma matéria diferente sobre o mesmo tema.

Guru do Metal disse...

usamos uma quantidade minima do cérebro, se usassemos mais poderiamos fazer coisas íncriveis

http://rocknrollpost.blogspot.com/

Eder disse...

A questão não é como utilizar o cérebro 100%, mas o que muita gente confunde é como saber utilizá-lo.

Cabeça Feminina disse...

muito interessante o post.
excelente conteúdo!
Já havia lido algo do tipo há algum tempo, mas foi muito bom relembrar este assunto e pensar sobre ele.


grande beijo e otima segunda feira.

http://cabecafeminina.com.br

a página no Facebook: https://www.facebook.com/pages/Cabe%C3%A7a-Feminina/162665117088740

Ellen Luz disse...

muito legalo blog!

http://tributacaonobrasil.blogspot.com.br/

Eu penso que se comunicar através do pensamento é totalmente possível... porém só falta desenvolver este potencial... rsrs

Muito bom o seu Blog, a interface dele está bem maneira e os posts são ótimos, parabéns!



http://futeblog-blogmaster.blogspot.com.br

KGeo disse...

gostei do post

Michele disse...

Muito interessante..

Adorei o blog, sucesso !

Retribuindo à visita. (=

Anônimo disse...

Ainda bem q n usamos tdo o potencial do nosso cerebro, pois se com 10% do potencial nos ja estamos acabando com nosso proprio mundo, entao com 100% bos destruiriamos o universo.... O raciocinio nos fez evoluir e nos fará regruidir... O pensamento é uma maldiçao!!!

Followers